Ocorreu um erro neste gadget

Minha lista de blogs

quinta-feira, 25 de março de 2010

EXPERIÊNCIA PESSOAL: Tratamento de Deus
TÍTULO: Os perigos da desobediência


Já faz algum tempo que Deus tem me levado à reflexão com detalhes que acontecem no meu dia a dia. E vou agora com partilhar com vocês algo que já aconteceu comigo a alguns anos, para ser mais precisa no dia 25 de Setembro de 2004, mas tem servido para mim como uma experiência bem
atual.
"Como sou dona de casa, a famosa e conhecida profissão 'do lar', nossa vida acaba se tornando meio que repetitiva, sem muitas novidades, todos os dias são praticamente iguais, mas a 2 anos atrás em Agosto de 2002, minha rotina foi bruscamente mudada com a chegada do nosso filho Miguel, da noite para o dia nossas vidas tomaram um rumo diferente e tudo mudou.
Mas o que quero relatar nesse momento é que quando nós temos filhos nossa visão com relação aos nossos pais muda muito, começamos a entendê-los melhor, nos identificamos mais com eles, mas poucos de nós, infelizmente volta o olhar para o nosso grande Pai, Deus.
Meu filho sempre foi muito agitado e nervoso, com isso também muito impaciente, para nós, eu e meu esposo, sempre foi muito difícil controlá-lo, e muitas vezes, ao tentar
corrigi-lo o Espírito Santo dizia no meu íntimo: Vocês estão corrigindo seu filho pela desobediência e se esquecem que também devem se colocar na posição de filhos e se deixarem corrigir por mim!
Num certo dia Miguel, já com quase 3 anos e já na fase de dizer não para tudo que mandássemos, fez uma
pirraça muito grande na frente de uma amiga, e eu comentei com ela acerca do tratamento que eu estava dando a meu filho por tomar aquelas atitudes de modo tão frequente, e disse que por causa daqueles ataques pirraçentos nós não poderíamos fazer nenhum tipo de agrado ou dar-lhe a menor confiança, porque a menor chance que dávamos a ele já era motivo de novas crises de pirraça, ele sempre queria que sua vontade prevalessece, por esse motivo tínhamos que ser rígidos com ele, pelo menos até que aprendesse a lição.
Nesse mesmo dia enquanto cuidava de meus afazeres domésticos, nem sei bem porque, comecei a falar com Deus e dizer-lhe que já estava cansada de sempre ter que pagar um preço caro para tudo o que eu desejava e questionei à Deus. 'Por que Senhor, por qual motivo tudo o que mais quero tem que ser à base de muito choro, sofrimento e espera, por que o Senhor não me faz um agrado de vez em quando, e concede o que quero, nem que seja apenas para satisfazer ao meu coração, como se fosse um presente, só pra me agradar?' Fiz essa pergunta já em prantos...
No mesmo instante em que eu falava Miguel começou a correr descalço no molhado e o adverti por duas vezes e o alertei para que calçasse as sandálias, e ele não me deu ouvidos. Na terceira vez adverti com a ameaça que se ele não obedecesse ficaria de castigo e mais uma vez não me ouviu, e finalmente dei a ordem final - Vá para o berço e fique lá até segunda ordem!
E qual não foi a minha surpresa, ele rapidamente disse - Está bem mamãe,
vou para o castigo. e eu cheguei à conclusão, meu filho prefere ir para o castigo do que obedecer a uma simples ordem dada por mim.
Foi nesse momento que senti Deus falando comigo. -
Da mesma forma que Miguel age com você;você minha filha, tem agido comigo. Muitas vezes eu tenho o desejo de presenteá-la, de agradá-la, mas sei que não posso fazer isso porque você tem se comportado como Miguel, e o único meio que encontro para corrigi-la e chamar a sua atenção é lhe negando algo e lhe dizendo não. Mas o pior mesmo, o que mais me fere, é quando você prefere, como Miguel, ir para o castigo,prefere me desobedecer, ficando assim muito mais distante do bem que lhe quero fazer!
E é assim mesmo, muitos de nós preferimos tomar essa atitude e pagar o preço pela desobediência, do que simplesmente nos curvarmos diante da soberania de Deus e nos deliciarmos com os benefícios que a obediência nos traz sem falar no prazer que proporcionamos a Ele, pois qual pai não tem o desejo de ser obedecido e compreendido pelo filho? O desejo do nosso Pai com certeza é nos abençoar, nos encher de presentes e mimos, mas para isso precisamos entender e aceitar que o nosso maior prazer tem que estar em obedecer à Deus. Pense nisso e, assim como eu perceba que atravez de situações corriqueiras do dia a dia, Deus pode querer falar profundamente com voce. Esteja atento ao que o Espírito Santo de Deus tem para te revelar. Fique na Paz!